Gonzalo Higuaín bateu um dos lados do primeiro golo de Paulo Dybala, quando a Juventus se afastou quatro pontos da Roma no domingo, com uma confortável vitória por 3 a 0 sobre o Bologna em Turim.

Em sua primeira partida desde a derrota da SuperTaça Italiana no AC Milan em Doha, dias antes do Natal, a Juventus ficou sem Gianluigi Buffon, Leonardo Bonucci, Dani Alves e Patrice Evra pela visita dos homens de Roberto Donadoni.

Mas a última vitória de Bolonha sobre a Juve aconteceu em fevereiro de 2011, e suas esperanças de lançar qualquer tipo de desafio sofreram um revés em sete minutos, quando Miralem Pjanic encontrou Higuain com um passe de busca que o argentino quebrou no voleio passado as mãos de Antonio Mirante.

Dybala duplicou os minutos de vantagem da Juve antes do intervalo, ao disparar para o canto inferior, depois de Stefano Sturaro ter ganho uma grande penalidade ao colidir com Marios Oikonomou na borda da área.

Higuain colocou o fósforo fora de alcance quando se levantou incontestado para cumprimentar Mirante do corte perfeito de Stephan Lichsteiner em 55 minutos após um grande contra-ataque que deixou Bolonha em desordem.

O 12º golo de Higuain na temporada o colocou a menos de dois do compatriota Mauro Icardi, da Inter de Milão, mas o argentino passou de Napoli no verão para ganhar títulos e está se aproximando cada semana.

 

"Estou feliz pelo resultado porque a Roma chegou a um ponto e apesar de termos um jogo na mão, era importante ganhar este", disse Higuain à Mediaset.